Destruição Criativa

Propósito, Espiritualidade e Negócios

Destruição Criativa

11 de novembro de 2019 Sem categoria 0

Destruição Criativa

A destruição criativa é um processo orgânico de permanente mutação empresarial, que incessantemente revoluciona a estrutura econômica a partir de dentro, simultaneamente destruindo a estrutura antiga e criando uma nova estrutura. Esse processo de destruição criativa seria a principal qualidade do capitalismo, a sua renovação constante, o antigo cai porque perde mercado para o novo.

simultaneamente destruindo a estrutura antiga e criando uma nova estrutura.

A destruição criativa pode ser considerada responsável pelo fechamento de fábricas e pela eliminação de postos de trabalho. Porém, é também capaz de orientar os agentes econômicos para adaptar-se às mudanças tecnológicas e preferências dos clientes.

No século XIX, a atividade do empreendedor podia ser vista como um terceiro fator de produção, juntamente com a terra e o trabalho. Hoje, o elemento decisivo do trabalho criativo é desempenhado pelo empreendedor, o indivíduo que concretiza as novas combinações. Em outras palavras, o empreendedor é a personificação da inovação, é ele que faz a destruição criativa acontecer.

Davi x Golias

As empresas de grande porte, as mega corporações com vasta experiência no mercado estão sendo derrotadas, vencidas na luta pela inovação, ultrapassadas no lançamento de novos produtos e na satisfação dos clientes, dentre outros itens por concorrente muito menores, empreendedores de garagem, empresas ágeis e com foco no cliente.

Olhem essa matéria da Exame:

Após aporte de US$ 2,1 bi, Uber já vale mais que Ford ou GM

Quanto maior é a empresa mais encorajada é a burocracia, mas o fator crítico é que o gestor profissional da atualidade, frequentemente tendo cursado administração de empresas, em geral nunca aprendeu ou experimentou a utilização prática dos fundamentos básicos da gestão em uma empresa, como fazem os empreendedores na condução de seus negócios. A origem desta questão é perfeitamente previsível como uma etapa do clico de vida da empresa não é somente a sua dimensão.

As empresas altamente burocratizadas não estão aptas a competir em uma economia dinâmica e de ciclos cada vez mais rápidos. Serão necessárias fortes mudanças de gestão para que elas possam sobreviver e competir com as menores.

Para as pequenas

Aproveitem seu tamanho, a falta de processos estabelecidos, sejam ágeis e rápidas em suas respostas ao mercado. A inovação, a destruição criativa é sua maior aliada na guerra contra os gigantes globais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *